Blog da Pontte

No Blog da Pontte você encontra dicas sobre empréstimo, finanças, empreendedorismo e todas as informações sobre crédito imobiliário.

O Que é Spread Bancário e Porque Você Precisa Saber

Na hora de lidar com o dinheiro, as instituições financeiras são vias de mão dupla: de um lado, concedem crédito à pessoa física e jurídica.

De outro, solicitam crédito a investidores para continuar emprestando. Em ambas as direções existe uma aplicação de juros. É aí que reside o spread.

E você saberia nos dizer o que é spread bancário e como ele pode afetar a vida de quem precisa de crédito?? 

Neste post, vamos explicar melhor o seu conceito e você vai perceber o quanto ele afeta o preço final de um empréstimo e até mesmo como ele define a base de lucro de um banco. 

O que é spread bancário?

A diferença entre os juros pagos em um investimento (como os de renda fixa, por exemplo ) e a taxa de juros de uma oferta de crédito é o que define o spread bancário.

É por meio dele que um banco ou fintech aplica sua taxa de juros. Veja um exemplo: Digamos que você investiu no CDB (Certificado de Depósito Bancário) cujo rendimento anual é de 5%.

E, ao analisar a taxa de juros de algum tipo de empréstimo pessoal, você descobre que a instituição cobra 30% de juros ao ano.

Logo, o spread bancário observado nessa transação é de 25%.

Mas esse não é um valor fixo. Isso porque existe uma série de fatores pode modificá-lo, como:

  • tipo de operação;
  • riscos envolvidos;
  • custos administrativos. 

Falaremos mais sobre eles adiante, mas vale ficar de olho: se o percentual subir, provavelmente a instituição vai cobrar juros mais altos para conceder crédito. 

Por que é importante saber sobre isso?

Saber o que é spread bancário é apenas uma parte da equação para entender  seu impacto na oferta de crédito . 

Afinal, a situação econômica do país também influencia no valor dele e, consequentemente, nos juros cobrados pelas instituições financeiras…

Mas é interessante analisar que os investimentos em renda fixa rendem mais quando a taxa de juros é maior. Até por isso esse momento é considerado valioso para quem investe nesta modalidade. 

É também nesses períodos em que o spread bancário está elevado que a taxa de consumo do brasileiro é menor.

Afinal, em tempos de crise, não é sábio fazer muitas solicitações de crédito e praticar loucuras financeiras.

Ainda assim, pessoas e empresas podem necessitar de um auxílio emergencial. E por isso o seu trabalho de pesquisa é tão importante para encontrar taxas de juros mais convidativas.

Aproveite para conhecer as soluções da Pontte, cujas opções de crédito se adaptam a você. Nossos empréstimos são concedidos por meio de garantia de Imóvel e você ainda consegue personalizar o serviço, como:

  • alterar valores;
  • pular parcelas;
  • controlar o fluxo de pagamento à sua maneira.

Saiba mais sobre a Pontte, aqui!

Composição do spread bancário no Brasil

quanto é spread bancário

Deu para entender que o valor do spread bancário é flutuante de acordo com outros índices macroeconômicos do país?

Contudo, é importante avaliar o quanto o spread está associado a fatores de risco no país. Por exemplo: no Brasil, apenas US$ 0,13 são recuperados a cada US$ 1 de empréstimos.

Globalmente, essa média está em US$ 0,34. Portanto, o Brasil é um país com elevado risco de crédito. E a instabilidade econômica dos últimos anos não contribui para uma melhora.

Até por isso, o Brasil é o segundo colocado entre os países com o maior spread bancário.

Só que fatores recentes têm impactado na redução dessa média. Em 2020 — impulsionado pela crise de saúde causada pela Covid-19 e pela redução da Taxa Selic —, o spread no Brasil ficou em 14,99%. No ano seguinte, o menor registro desde 2013: 14,5%.

E por que isso acontece? Você vai entender o que é spread bancário e o que influencia no seu valor a partir dos cinco componentes abaixo!

Custo de captação

Trata-se do geral em despesas que o banco tem ao fazer uma captação de recursos. Ou seja: aqueles que devem ser pagos aos investidores que têm títulos de crédito ou mesmo um dinheirinho guardado na poupança.

Inadimplência

O endividamento acumulado e negligenciado pelo brasileiro (que se traduz em crédito não recuperado pelo banco) e descontos em negociações de dívidas entram nessa lista.

Despesas administrativas

São os custos e despesas relativos à administração e à manutenção da instituição financeira.

Tributos

Bancos e instituições financeiras em geral pagam uma série de impostos, como:

  • PIS/Cofins;
  • CSLL;
  • IRPJ.

São fatores que ajudam a flutuar o valor médio do spread bancário, portanto.

Margem de lucro

Todo capital que é direcionado à remuneração de sócios e acionistas do banco é considerado um exemplo de margem de lucro. 

Cada um dos elementos acima tem um peso no aumento ou na redução do spread. Entre os anos de 2018 e 2020, o Relatório de Economia Bancária do BCB apontou a seguinte composição para a média do spread bancário:

  • custo de captação: 33%;
  • despesas administrativas: 19,8%;
  • tributos: 13,1%;
  • margem financeira: 12,7%;
  • inadimplência: 21,3%.

Quanto é o spread bancário no Brasil?

Atualmente, o spread bancário de 2022 gira em torno de 6 a 8%. Isso, segundo o diretor de Fiscalização do Banco Central, Paulo Sérgio Neves de Souza.

Mesmo assim, todos os elementos mencionados no tópico anterior ainda podem pesar nessa média, que tende a flutuar ao longo dos próximos meses.

É necessário que, individualmente, cada pessoa tenha boa gestão financeira e saiba como calcular o spread bancário. E para ajudar, vamos mostrar um exemplo: digamos que você tenha um investimento em CDB cuja taxa de juros está atrelada em 100% do CDI e pague 9% de rentabilidade total.

Paralelamente, nesse mesmo período você solicitou um empréstimo cuja taxa de juros era de 30% ao ano. Aí, é só fazer uma subtração simples entre a taxa cobrada pela instituição e o pagamento que ela faz ao pagar juros de investimentos (30 – 9) e chegamos ao spread bancário médio de suas transações, que é de 21%.

Como os bancos lucram com o spread?

como e que os bancos ganham dinheiro

Essa proporção que vimos anteriormente ajuda a explicar como é que os bancos ganham dinheiro. As opções de empréstimos e suas respectivas taxas estão entre os meios para isso.

Além disso, todo dinheiro parado na conta corrente é usado para outros depósitos e empréstimos concedidos pelo banco. E com a cobrança de juros, eles aumentam seus lucros.

Conclusão

Vimos, aqui, o que é spread bancário e como a composição desse valor afeta diretamente o bolso do brasileiro.

Até por isso, é importante ficar de olho nas taxas praticadas pelo mercado, a fim de identificar a melhor oportunidade para o seu negócio ou objetivos pessoais.

E se você quer dar o primeiro passo nessa direção, vem fazer uma simulação com a Pontte, cujas ofertas de crédito se adaptam a você, e não o contrário. É só clicar aqui!

Pontte

Pontte

Somos uma Fintech de Crédito Imobiliário. Oferecemos Empréstimo com Garantia de Imóvel e Financiamento Imobiliário com parcelas flexíveis e controle do contrato. Crédito que se adapta a você, e não o contrário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *