Blog da Pontte

No Blog da Pontte você encontra dicas sobre empréstimo, finanças, empreendedorismo e todas as informações sobre crédito imobiliário.

Blog da Pontte - Fintech de Crédito 100% Online

Reforma de Apartamento: como planejar e financiar

Talvez você esteja querendo reformar seu apê ou casa há anos, mas nunca teve coragem e estava evitando dor de cabeça. Nesta postagem, vamos te explicar como planejar e financiar uma reforma de apartamento.

  1. Qual é a hora reformar?
  2. Como planejar a reforma?
  3. Quanto custa e como financiar a obra?

1. Qual é a hora de reformar o apê?

Em primeiro lugar, vale repassar a sua trajetória e do imóvel até aqui e se perguntar: a família cresceu? Me sinto confortável nesse lugar? Estou em negação, fazendo vista grossa para as infiltrações, azuleijos rachados, instalações elétricas e hidráulicas em má estado?

Em segundo lugar, a necessidade recente de isolamento social, por conta da pandemia do coronavírus, obrigou muita gente a não só trabalhar de forma remota, como a enxergar problemas na casa que foram jogados para “debaixo do tapete”.

Em conclusão, se você encontrou algum destes sinais nos últimos meses, vale a pena começar a reforma do seu apê.

Problemas estruturais

Mofo, pintura com bolhas, manchas escuras nas paredes são sinais de infiltrações e tubulações rompidas. Instalações elétricas merecem o devido destaque, pois elas têm validade. Se forem muito antigas, trazem riscos de queima de eletrodomésticos e até gerar incêndios.

Furos nos objetos de madeira são sintomas claros de infestação de insetos como o cupim. Uma dedetização no apartamento é suficiente. Mas se o imóvel tiver estruturas e alicerces de madeira, os cupins podem causar um estrago além do imaginado.

Pisos, esquadrias e pintura em mau estado

A recomendação é a de pintar as paredes a cada cinco anos, segundo especialistas. Refazer a pintura e trocar pisos pode deixar o ambiente mais aconchegante e bonito, principalmente para quem precisa passar boa parte do tempo em casa. Trocar portas e esquadrias também! São a melhor opção para garantir melhor isolamento aos ambientes. 

Espaços apertados e desconfortáveis

O tempo passa, a bagunça aumenta e a gente nem percebe. Sendo assim, a família cresce, os pets se apropriam da casa e os brinquedos se espalham, e a bagunça acaba com a decoração que você planejou com tanto cuidado.

Vale refazer móveis planejados e uma nova decoração , para trazer mais leveza, espaço e funcionalidade para os ambientes. Se você já sabe o que fazer, mas ainda não tem o capital, fale com a Pontte e saiba como seu imóvel pode gerar crédito para tirar sua obra do papel:

2. Como planejar a reforma do apartamento?

Um plano de reforma de apartamento não é tão simples quanto parece. Antes de começar o quebra-quebra, planejamento é fundamental. Sendo assim, evite comprar qualquer coisa antes de considerar estes passos, que serão essenciais para o sucesso da obra:

Faça uma lista 

Faça uma vistoria completa no imóvel ou no cômodo, anote todos os problemas e já pense em possíveis soluções. Com certeza esse é o melhor jeito de garantir que nada será esquecido. Por isso, vale consultar especialistas em hidráulica e elétrica para identificar possíveis reparos e trocas necessários. 

Considere tudo que você gostaria de fazer, mas teve medo de “tirar o escorpião do bolso”. Relaxe, agora é hora de sonhar!

Monte seu cronograma

É hora de estabelecer prazos, metas, limite máximo de gastos e uma data de término da obra. Dessa forma, crie etapas pensando em cada espaço que será reformado, quanto tempo deve durar cada processo e quantos prestadores serão necessários para executá-los.

Além disso, cada condomínio tem regras específicas, uma norma de reformas de apartamento. No caso de alterações como instalação de sistema de gás, ar condicionado, alterações hidráulicas ou envidraçamentos de sacadas, é preciso comunicar o condomínio e descobrir quais são os documentos exigidos para a aprovação da reforma.

Faça o orçamento e compare preços e, se possível, contrate um profissional

Coloque todos os possíveis gastos e custos no papel. Em suma, faça uma lista com os materiais mais básicos como sacos de cimento, fios elétricos, tubos e canos a porcelanatos, pisos ou mesmo elementos de decoração, caso a sua reforma seja bem mais revolucionária. Não se esqueça de incluir o valor do pagamento dos prestadores de serviços.

Tentar negociar e reduzir preços é essencial, mas o uso de mão de obra desqualificada e materiais de má qualidade trarão gastos ainda maiores antes do que você imagina. Você pode, por exemplo, buscar indicações confiáveis ou até contratar um arquiteto ou engenheiro.

Comprar os materiais essenciais para o início da obra é necessário, mas considere os prazos estabelecidos antes. Nem todos os materiais chegarão rápido, pense em uma margem de tempo entre a entrega e a execução de cada etapa.

Estude as formas de pagamento

Para que o custo total não pese no seu orçamento, converse com os prestadores e fornecedores e negocie prazos e parcelamentos com antecedência. E não esqueça de considerar de 5% a 10% a mais do valor total da obra para cobrir possíveis imprevistos.

Acompanhe a obra de perto

É importante que você esteja no local para tirar dúvidas, receber e conferir os materiais e checar se os prazos e planos estão sendo cumpridos. Assim, você assegura que tudo esteja de acordo com o que foi estabelecido em contrato. Se isso não for possível, peça para que alguém de confiança – e com pulso firme – acompanhe a obra, enviando a você informações sobre o que está rolando na sua reforma.

3. Quanto custa e como financiar uma reforma de apartamento?

Alguns especialistas apontam que, para valorizar o imóvel, o ideal é gastar até 30% do valor do bem com a obra. Parece um gasto alto, mas além de transformar o ambiente, pode garantir a saúde do seu patrimônio. Agora, se o intuito for vender o curto prazo, vale gastar de 10% a 15% do valor de venda estimado.

Pensando em uma obra que inclui um arquiteto, os custos podem variar entre R$ 1 mil a R$ 4 mil por metro quadrado. A variação também pode acontecer de cômodo para cômodo. Portanto, banheiros podem custar muito mais caro do que uma sala. Muito por conta do tipo de piso, louças, encanamentos, etc.

Considere o Empréstimo com Garantia de Imóvel

Com o crédito da Pontte, você não tem restrição de uso e pode repaginar seu apartamento de ponta a ponta, pagando juros de de 0,85% ao mês e com prazo de pagamento de até 240 meses.

Sem contar todas as nossas opções de flexibilidade! Certamente, considerar outras possibilidades pode tornar o Custo Efetivo Total da sua reforma de apartamento muito menor!

Compartilhe esse texto com os amigos e comente, dê a sua opinião sobre o assunto. 🙂

Fernando

Fernando

Fernando Miranda é Coordenador de Conteúdo na Pontte. Curioso por natureza, acredita no poder da informação, da colaboração e do empoderamento financeiro como formas de melhorar a vida das pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *